Uma ação judicial protocolada no Tribunal de Justiça de São Paulo – TJSP, a pedido do Banco Moneo, que faz parte do Grupo Marcopolo contra a Viação Itapemirim, determinou a busca e apreensão de ao menos 61 ônibus rodoviários da Viação Itapemirim. A decisão é do dia 26 de janeiro de 2022.

Em sua decisão, a magistrada, Fernanda de Carvalho Queiroz, da 4ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo – TJSP, deixou claro que o processo não segue em segredo de justiça.

A lista de ônibus rodoviários é grande e poderá afetar alguma operação interestadual da empresa que segue em recuperação judicial e cercada de muitas polêmicas e incertezas.

O braço financeiro da Marcopolo, acabou comprovando que a Viação Itapemirim, que hoje é administrada por Sidnei Piva de Jesus, estava em débito com a instituição.

Em resposta à administradora judicial, a defesa do Grupo Itapemirim diz que não haverá problemas na prestação de serviços, já que 31 destes veículos estavam em manutenção.

A Viação Itapemirim ainda não se manifestou sobre a ordem judicial e nem como fará para repor os 61 ônibus rodoviários que foram apreendidos.

Fonte: Revista do Ônibus

Foto: João Gabriel