-Continua após a publicidade-

A saudade que já criava raízes agora poderá ser colhida e transformada em reencontros. O Jardim Botânico da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) reabrirá suas portas para visitação nesta sexta, 17. 

Seguindo protocolos de biossegurança contra Covid-19, esse espaço público em meio à Mata do Krambeck passará inclusive a funcionar aos sábados – dia que ficava fechado antes da interrupção na pandemia. O novo funcionamento será de terça a domingo, das 8h às 17h, com última entrada às 16h. A visitação é gratuita e sem agendamento. 

-Continua após a publicidade-

Entre as medidas de preservação e conservação do Jardim Botânico, que é um remanescente de Mata Atlântica, bem como de biossegurança, foi estabelecido limite de presença simultânea de 150 visitantes no Jardim – antes eram permitidos 300. O tempo de permanência estipulado é de duas horas.

Com a reabertura, o visitante tem à disposição um ambiente natural conservado, com mais de 500 espécies vegetais identificadas. Pode percorrer a Trilha da Juçara, permeada por palmeiras-juçaras e um conjunto de jabuticabeiras. E contemplar dois lagos com deck, pontilhados por centenas de ninfeias, que são plantas aquáticas, sob o olhar de gaviões-caramujeiros, tucanos, jacus e outras aves. Além disso, o público tem a oportunidade de observar e conhecer a diversidade da flora e da fauna em vida livre, como também de visitar o bromeliário e o orquidário em implantação.

“De maneira responsável, o Jardim Botânico poderá fornecer para toda a população de Juiz de Fora e região, um importante benefício social, possibilitando o acesso à biodiversidade e atividades ao ar livre, fundamentais para ampliar a qualidade de vida da população em um momento delicado. O contato com a natureza, com os sons e os aromas das florestas e áreas verdes do Jardim Botânico poderão agir como um oásis para a população, favorecendo a saúde mental e física dos visitantes”, ressalta o diretor em exercício do Jardim, Breno Moreira. 

-Continua após a publicidade-

“A abertura do Jardim Botânico neste momento para a comunidade externa significa muito: é o oferecimento de um espaço controlado, com condições de biossegurança adequadas que permitem à população de Juiz de Fora a relação com a sociobiodiversidade. Desse modo também, a universidade cumpre uma de suas funções sociais”, acrescenta a pró-reitora de Extensão da UFJF, Ana Lívia Coimbra.

Uso de máscara e outros cuidados

Para que o Jardim continue reaberto, é preciso que todos sigam estas medidas: usar máscara, cobrindo boca e nariz, em todos os ambientes e durante toda a visita; usar álcool gel disponível na portaria e em banheiros e levar seu próprio álcool gel. Além disso, deve levar sua própria garrafa d’água – há bebedouros para recarregá-las; e respeitar o distanciamento social. No momento, piqueniques não estão permitidos. 

-Continua após a publicidade-

Essas novas determinações somam-se a orientações anteriores de segurança. Por ser uma área remanescente de floresta, é preciso tomar cuidado com queda de galhos e animais silvestres, incluindo peçonhentos, como algumas espécies de cobras e aranhas. Sendo assim, a recomendação é usar calçado fechado, calça, boné e outros itens de proteção individual. É importante ainda observar onde por a mão, pisar e assentar. E não é permitida a entrada de animais domésticos, por segurança e para evitar interação com animais silvestres. Veja a lista completa de recomendações no site do Jardim Botânico.

“O engajamento e a colaboração do público visitante para o cumprimento das determinações e orientações serão fundamentais para garantir o funcionamento com segurança para todos”, frisa Breno Moreira, uma vez que o Jardim seguiu um rigoroso planejamento organizacional a fim de atender todas as normas de biossegurança ditadas pelo Comitê de Monitoramento e Orientação de Condutas da UFJF sobre o Novo Coronavírus. “Servidores e colaboradores que atendem diretamente o público foram capacitados para lidar com a nova situação. O Jardim adquiriu itens para segurança sanitária e equipamentos de proteção individual para as equipes, além de instalar sinalização para orientar o público sobre as normas de visitação e biossegurança”, explica.

Suspensões
Devido às restrições de biossegurança e normas do Comitê, a reabertura ocorre com estas alterações temporárias: a Casa-sede com galerias de arte e o Laboratório Casa Sustentável estão fechados; as visitas escolares ou de grupos acima de seis pessoas e a realização de ensaios fotográficos estão suspensas. 

-Continua após a publicidade-

Para a reabertura desses espaços, é necessária a presença de educadores ambientais. Neste momento, normas da UFJF e do município de Juiz de Fora não permitem determinadas atividades presenciais de estudantes. Quando for estipulada previsão de retorno, haverá divulgação. 

Jardim Botânico volta a receber visitantes a partir desta sexta, 17

15 DE SETEMBRO DE 2021CAMPUS E COMUNIDADEjardimbotanico-mariaotaviarezende-ufjf

-Continua após a publicidade-

Jardim reabre as portas nesta sexta, 17, às 8h, com 150 visitantes por vez (Foto: Maria Otávia Rezende/UFJF)

A saudade que já criava raízes agora poderá ser colhida e transformada em reencontros. O Jardim Botânico da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) reabrirá suas portas para visitação nesta sexta, 17. 

Seguindo protocolos de biossegurança contra Covid-19, esse espaço público em meio à Mata do Krambeck passará inclusive a funcionar aos sábados – dia que ficava fechado antes da interrupção na pandemia. O novo funcionamento será de terça a domingo, das 8h às 17h, com última entrada às 16h. A visitação é gratuita e sem agendamento. 

Entre as medidas de preservação e conservação do Jardim Botânico, que é um remanescente de Mata Atlântica, bem como de biossegurança, foi estabelecido limite de presença simultânea de 150 visitantes no Jardim – antes eram permitidos 300. O tempo de permanência estipulado é de duas horas.

Com a reabertura, o visitante tem à disposição um ambiente natural conservado, com mais de 500 espécies vegetais identificadas. Pode percorrer a Trilha da Juçara, permeada por palmeiras-juçaras e um conjunto de jabuticabeiras. E contemplar dois lagos com deck, pontilhados por centenas de ninfeias, que são plantas aquáticas, sob o olhar de gaviões-caramujeiros, tucanos, jacus e outras aves. Além disso, o público tem a oportunidade de observar e conhecer a diversidade da flora e da fauna em vida livre, como também de visitar o bromeliário e o orquidário em implantação.

“De maneira responsável, o Jardim Botânico poderá fornecer para toda a população de Juiz de Fora e região, um importante benefício social, possibilitando o acesso à biodiversidade e atividades ao ar livre, fundamentais para ampliar a qualidade de vida da população em um momento delicado. O contato com a natureza, com os sons e os aromas das florestas e áreas verdes do Jardim Botânico poderão agir como um oásis para a população, favorecendo a saúde mental e física dos visitantes”, ressalta o diretor em exercício do Jardim, Breno Moreira. 

“A abertura do Jardim Botânico neste momento para a comunidade externa significa muito: é o oferecimento de um espaço controlado, com condições de biossegurança adequadas que permitem à população de Juiz de Fora a relação com a sociobiodiversidade. Desse modo também, a universidade cumpre uma de suas funções sociais”, acrescenta a pró-reitora de Extensão da UFJF, Ana Lívia Coimbra.

Uso de máscara e outros cuidados
aa

Reabertura traz oportunidade de observar a flora local, como a planta-símbolo do Jardim, a bromélia Portea petropolitana


Para que o Jardim continue reaberto, é preciso que todos sigam estas medidas: usar máscara, cobrindo boca e nariz, em todos os ambientes e durante toda a visita; usar álcool gel disponível na portaria e em banheiros e levar seu próprio álcool gel. Além disso, deve levar sua própria garrafa d’água – há bebedouros para recarregá-las; e respeitar o distanciamento social. No momento, piqueniques não estão permitidos. 

Essas novas determinações somam-se a orientações anteriores de segurança. Por ser uma área remanescente de floresta, é preciso tomar cuidado com queda de galhos e animais silvestres, incluindo peçonhentos, como algumas espécies de cobras e aranhas. Sendo assim, a recomendação é usar calçado fechado, calça, boné e outros itens de proteção individual. É importante ainda observar onde por a mão, pisar e assentar. E não é permitida a entrada de animais domésticos, por segurança e para evitar interação com animais silvestres. Veja a lista completa de recomendações no site do Jardim Botânico.

“O engajamento e a colaboração do público visitante para o cumprimento das determinações e orientações serão fundamentais para garantir o funcionamento com segurança para todos”, frisa Breno Moreira, uma vez que o Jardim seguiu um rigoroso planejamento organizacional a fim de atender todas as normas de biossegurança ditadas pelo Comitê de Monitoramento e Orientação de Condutas da UFJF sobre o Novo Coronavírus. “Servidores e colaboradores que atendem diretamente o público foram capacitados para lidar com a nova situação. O Jardim adquiriu itens para segurança sanitária e equipamentos de proteção individual para as equipes, além de instalar sinalização para orientar o público sobre as normas de visitação e biossegurança”, explica.

Suspensões
Devido às restrições de biossegurança e normas do Comitê, a reabertura ocorre com estas alterações temporárias: a Casa-sede com galerias de arte e o Laboratório Casa Sustentável estão fechados; as visitas escolares ou de grupos acima de seis pessoas e a realização de ensaios fotográficos estão suspensas. 

Para a reabertura desses espaços, é necessária a presença de educadores ambientais. Neste momento, normas da UFJF e do município de Juiz de Fora não permitem determinadas atividades presenciais de estudantes. Quando for estipulada previsão de retorno, haverá divulgação. 

Como chegar

O acesso de visitantes ao Jardim Botânico UFJF é exclusivo pela Rua Coronel Almeida Novais s/nº, no Bairro Santa Terezinha, próximo à curva entre essa rua e a Rua Santa Terezinha.

Não há estacionamento próprio. Há opções privadas nos arredores. O Jardim dispõe de bicicletário com dez baias para guardar a bicicleta com cadeado trazido pelo usuário. Todo o percurso interno é realizado a pé.

Duas linhas de ônibus urbanos param próximo da entrada do Jardim Botânico: são a 111 e a 112 – Santa Terezinha/Mundo Novo. Desça no ponto final.

Ações antes da reaberturaDesde o início da pandemia até o momento atual, o Jardim Botânico manteve suas atividades administrativas. Levando em consideração as adversidades enfrentadas neste cenário, foram priorizadas a implementação de obras de infraestrutura, como a finalização dos canteiros do Orquidário e Bromeliário, reparos em trechos críticos de pavimentação e melhoria de sistemas de escoamento. “Ainda houve expansão de coleções botânicas com destaque para as de plantas das famílias Orchidaceae e Bromeliaceae. Entre outras ações, também se destacam a estruturação do sistema de gestão, levando em consideração as ações recomendadas pelo processo de Auditoria Interna realizado em 2019; e a capacitação de educadores ambientais através de cursos e oficinas on-line”, lista o diretor Breno Moreira.   

Serviço
Reabertura do Jardim Botânico UFJF
Nesta sexta, 17, às 8h
Funcionamento de terça a domingo, das 8h às 17h
Última entrada de visitantes às 16h
150 visitantes por vez

Endereço:
Rua Coronel Almeida Novais s/nº, no Bairro Santa Terezinha
(32) 3224-6475


Siga o Jardim nas redes sociais:

Instagram: @jardimbotanicoufjf
Facebook: @jardimbotanicoufjf
Youtube: jardimbotanicoufjf 

-Continua após a publicidade-
-Continua após a publicidade-
-Continua após a publicidade-
-Continua após a publicidade-
-Continua após a publicidade-