-Continua após a publicidade-

prefeitura de Juiz de Fora, através da Guarda Municipal, da Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc) e da Secretaria de Transporte Urbano (SMU) uniu forças à Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) para a realização de blitz preventiva neste fim de semana. Nas noites de sexta-feira, 23, e de sábado, 24, agentes dos três órgãos trabalharam juntos, no bairro Alto dos Passos, verificando as condições de veículos e de motoristas que transitavam pela região, com o objetivo de trazer mais segurança para todos.

Mais de 200 veículos foram fiscalizados nos dois dias. Foram registradas 53 irregularidades, notificadas com Auto de Infração de Trânsito (AIT), conforme cada caso. Houve uma condução de motorista por consumo de droga, uma prisão por entrega de direção a condutor não habilitado, três pessoas se recusaram a soprar o bafômetro e outras três dirigiam sem estar habilitadas. Um veículo foi rebocado por estar com o licenciamento atrasado e por ter feito procedimento de rebaixamento sem a devida comunicação ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

-Continua após a publicidade-

A secretária de Segurança Urbana e Cidadania, Letícia Paiva Delgado, ressalta a importância da integração da Prefeitura às ações desenvolvidas pela Polícia Militar, as quais são voltadas para a prevenção de acidentes e a preservação da vida, sobretudo dos jovens. “Com a progressão do município para faixas menos restritivas é normal que os jovens voltem a sair para atividades culturais noturnas, durante o fim de semana. No entanto, é necessária a conscientização dos riscos da combinação de álcool e direção. Os acidentes gerados por essas atitudes imprudentes dos motoristas, além de lesões e mortes, podem causar sobrecarga no sistema de saúde pública”, afirma a secretária em referência ao aumento da ocupação de leitos hospitalares não Covid, nos últimos dias, no município.

A secretária de Saúde, Ana Pimentel, reforça a relevância do apoio da segurança na organização e execução da blitz. “A gente identificou que aumentou significativamente o número de atendimentos em função de atropelamentos e de acidentes. Por isso, é importante a blitz para se fazer um controle, evitando que pessoas estejam ao volante alcoolizadas. Porque a combinação de álcool e direção é uma das principais causas de acidentes à noite”, explicou.

-Continua após a publicidade-

De acordo com dados do Hospital de Pronto Socorro (HPS), no mês de junho, foram feitos 96 atendimentos referentes a acidente de trânsito. Julho já contabilizou 80 atendimentos pela mesma causa até o dia 21 de julho.

-Continua após a publicidade-
-Continua após a publicidade-
-Continua após a publicidade-
-Continua após a publicidade-
-Continua após a publicidade-