Foto: TV Integração




A Prefeita de Juiz de Fora, Margarida Salomão, assinou na tarde desta quinta-feira, 25, a ordem de serviço para início das obras de mobilidade urbana na antiga BR440, conhecida como Via São Pedro, na Cidade Alta. Na última terça-feira (23), a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) assinou o contrato com a empresa vencedora da licitação, que prevê a normalização da “mão inglesa”, localizada na região.

Nesta primeira etapa, o projeto prevê as mudanças no trânsito, com início pelo trevo do Jardim Casablanca, local que sofrerá maiores intervenções, até a região de entrada do condomínio Bosque do Imperador. Será normatizada a área na qual ocorre a “mão inglesa”. O objetivo é dar maior segurança e fluidez ao tráfego na Cidade Alta. Há, ainda, a previsão de implantar trevos ao longo da via, para permitir uma comunicação ordenada de um lado a outro do bairro.




De acordo com a prefeita Margarida Salomão, esta é uma obra de grande importância para a segurança das pessoas e para um fluxo mais ordenado no local. “É uma obra muito importante. São dois momentos. Neste primeiro, iremos arrumar o trânsito do trevo do Jardim Casablanca até o Bosque do Imperador. Isso já será um grande avanço. Ao mesmo tempo, estamos também trabalhando para contratar a urbanização, que é a parte de implementação dos equipamentos de convivência. Portanto, em breve, ciclistas, pedestres, esportistas e motoristas, todos terão oportunidade de usufruir da Via São Pedro de forma bem melhor e segura”, afirma.

O representante da Associação dos Moradores da Cidade Alta (AMCA), Celso Chapinotti, reforçou que as intervenções esperadas há anos agora se tornarão realidade. “Quero agradecer à Prefeitura sobre como o processo foi todo conduzido, ouvindo a comunidade e relatando sempre o que seria feito. Agradeço muito a capacidade de vocês de terem sempre escutado a sociedade, os representantes do bairro. Agora vemos que a primeira etapa está equacionada. Fica aqui uma grande lição, como é importante o poder público abrir voz e espaço para a comunidade. A prefeita fez uma audiência na qual apresentou o projeto e todos tiveram a oportunidade de se expressar e dar opiniões. Estamos todos otimistas”.




O vereador Juraci Scheffer destaca a importância da intervenção para a normatização da convivência na Cidade Alta. “Essa é uma luta de muitos anos, extremamente complexa, que envolve diversas negociações: junto à comunidade, ações na Justiça, Câmara Municipal, Governo Federal, entre outras. Não é um feito fácil. E, nesse sentido, uma coisa que difere o gestor é a capacidade de decidir. Quero destacar a coragem da Margarida. Agora, teremos a capacidade de ordenar aquela região. Hoje é um dia muito importante para quem é da Cidade Alta, um golaço de placa”, destacou.

Segundo o secretário de Obras, Lincoln Santos, essas intervenções começam na próxima semana e vão impactar positivamente o fluxo de veículos na região. “Cabe a nós aqui tornar realidade esses projetos. A empresa vencedora vai estar na próxima segunda-feira com seus equipamentos no trevo do Jardim Casablanca iniciando os trabalhos, justamente no lugar de maior problema de mobilidade da Cidade Alta. Vamos normalizar o mais breve possível”, atesta.




O contrato para os trabalhos realizados pela empresa Montreal é de R$ 2.366.000,00. Também estiveram presentes no ato de assinatura da ordem o engenheiro Guilherme Horta, representando a empresa Montreal, além do secretário de Planejamento Urbano, Raphael Barbosa Rodrigues de Souza, o secretário de Mobilidade Urbana, Tadeu David.