Foto: PJF




A Agência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) suspendeu todos os serviços de correspondência bancária nas Lojas Pernambucanas, nesta quarta-feira, 20.

O Procon constatou ofertas relativas à concessão de empréstimos sem a prévia consulta dos órgãos de proteção ao crédito e sem avaliação da capacidade de comprometimento financeiro dos consumidores.




Tais práticas são consideradas infrativas pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC), já que oculta a compreensão sobre os riscos da contratação de crédito irresponsável e estimula a cultura do superendividamento.

O Procon também apreendeu todo material publicitário com as ofertas que estão em desacordo com o CDC. A empresa deve realizar contrapropaganda para desfazer os malefícios da publicidade abusiva, sob pena de interdição do estabelecimento até que se cumpra a determinação.




A Secretaria Nacional do Consumidor foi oficiada da decisão, tendo em vista o alcance nacional da rede de estabelecimentos.