Foto: PJF




A prefeita Margarida Salomão entregou na manhã desta quarta-feira, 6, o prêmio do programa Nota Fiscal Premiada, sorteado no dia 26 de dezembro, ao vivo, no Parque Halfeld. O ganhador do prêmio de R$50 mil reais foi Kayque Bento da Silva, de 13 anos.

“A minha mãe estava passando por um momento difícil e o médico orientou que ela entrasse na academia, e fizemos a matrícula, eu, minha irmã e minha mãe. Quando fomos pagar a mensalidade, eu pedi o CPF na nota porque minha avó me ensinou assim e eu nem sabia desse programa da Prefeitura. Com o sorteio, ligaram para os meus pais e eles vieram no prédio. Hoje estou recebendo esse prêmio, com vontade de pular de tanta alegria” declara Kayque.




“Isso que você fez pela sua família, para ajudar na saúde da sua mãe, é muito bonito e merece ser parabenizado pelo que fez como cidadão. Você garantiu que o imposto fosse recolhido e esse dinheiro vai para o tesouro da Prefeitura. Com ele, nós podemos trazer creches para todas as crianças, liberar o ônibus domingo de graça, dentre tantos benefícios. Esse imposto é muito importante, e quero te cumprimentar como um cidadão exemplar de Juiz de Fora”, enfatizou a prefeita, Margarida Salomão

Em busca do ganhador dos 50 mil




Após o sorteio do dia 26 de dezembro de 2023, a PJF começou a missão de encontrar o ganhador. A Secretaria da Fazenda e a Secretaria de Comunicação (Secom) uniram esforços. O secretário de Comunicação, Márcio Guerra, conta como foi o processo para encontrar o vencedor. “Ligamos muitas vezes para a mãe, Thayssa, mas ela acreditou que se tratava de um golpe. Depois fomos até o endereço que estava na nota fiscal, mas eles já não moravam lá há 7 anos. Fomos à academia, que não podia passar informações dos seus alunos, mas deixei meu telefone pessoal com a atendente, que conseguiu falar com a Thayssa, que informou sua vinda à Prefeitura. Eles chegaram aqui desconfiados, mas logo a insegurança se tornou um sorriso no rosto e um cheque de R$50 mil nas mãos.”

Para a secretária da Fazenda, Fernanda Finotti, os cidadãos da cidade devem seguir o exemplo de Kayque. “Quando você vai fazer um serviço de qualquer natureza, você gera um imposto chamado ISS, recolhido pelas prefeituras. E para que esse imposto seja recolhido corretamente, é importante pedir o CPF na nota. Todos os prestadores de serviço têm a obrigação de emitir nota. Quando uma empresa se recusa a colocar os seus dados em uma nota ou em entregar uma nota, isso gera sonegação, que influi em um efeito muito ruim na cidade, porque aqueles que sonegam, que se aproveitam dos recursos daqueles que pagam os impostos, estão praticando uma apropriação indevida. A gente às vezes tem medo ou vergonha de pedir a nota, mas não precisa ter, porque esse recurso é um direito do cidadão e o dinheiro arrecadado é usado para realizarmos obras públicas e melhorias na cidade.”




José Márcio Garotinho, presidente da Câmara Municipal de Juiz de Fora que votou a favor para que essa lei fosse criada, elogiou os responsáveis do Kayque por terem lhe dado uma boa formação cidadã.

Kayque foi contemplado através da nota fiscal emitida pela academia Impacto Gym, localizada na Rua Halfeld, 332, Centro de Juiz de Fora. Além deste prêmio, outras 150 pessoas foram sorteadas com o valor de mil reais. Confira a lista no anexo da matéria.




O próximo sorteio será realizado no dia das mães. Peça o CPF na nota e participe!