Foto: PJF




Começaram nesta terça-feira, 5, os cursos de capacitação em gastronomia e turismo ministrados na carreta-escola do Senac. As aulas são gratuitas e seguirão até o dia 15, em seis modalidades diferentes, com 16 pessoas em cada turma. O objetivo é que os participantes se capacitem para poder empreender ou estarem aptos para o mercado de trabalho.

A ação é uma parceria entre a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), sob a coordenação da Secretaria de Turismo (Setur), com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e o Sindicato do Comércio de Juiz de Fora (Sindicomércio/JF).




No primeiro dia duas turmas tiveram aulas. Na parte da manhã os ensinamentos foram para o preparo de bolos e tortas decoradas. Já na parte da tarde, a segunda turma aprendeu a produção de pães, roscas e biscoitos. Durante os cursos, foram ensinadas técnicas de manipulação dos alimentos, incluindo práticas de organização e higiene essenciais para garantir a segurança alimentar.

Isso abrange todas as etapas, desde a pré-preparação, o consumo e a venda dos produtos, buscando garantir a qualidade e a segurança. Para as atividades práticas, uma cozinha profissional foi montada dentro da carreta do Senac, equipada com utensílios e ingredientes necessários.




Os cursos estão sendo ministrados pela professora Érika Mendes de Souza, graduada em História pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e com MBA em Gastronomia pelo Senac/MG.

Segundo a docente, durante as aulas os alunos estão adquirindo conhecimento e habilidades básicas para iniciar seus próprios negócios, desde a elaboração de um cardápio até noções de precificação.




Essa iniciativa oferece a oportunidade de desenvolver habilidades empreendedoras e gerar renda extra, contribuindo para o crescimento econômico individual e coletivo.

A costureira Cláudia Valéria da Silva, que se inscreveu no curso de pães, roscas e biscoitos, tem como objetivo aprimorar os conhecimentos e investir no futuro profissional. “A importância da Prefeitura oferecer esses cursos gratuitamente, é indiscutível. Isso representa uma oportunidade valiosa”, destacou Cláudia.




A aposentada Maria Delfina se disse uma pessoa apaixonada por pães, por isso decidiu aprimorar suas técnicas culinárias para criar um alimento com o sabor e a textura que muitas vezes não encontra no mercado. “Quando vi esse curso sendo anunciado, percebi que era a oportunidade perfeita para aprender a fazer pães de qualidade. Acredito que isso pode me abrir portas para explorar novas oportunidades profissionais no futuro”, afirmou Delfina.

Durante a semana, novos alunos terão aulas para aprender sobre a confecção de bombons e trufas, assim como técnicas para produtos sem açúcar, sem glúten e sem lactose. Cada curso terá duração de 12 horas. Além disso, serão abordados conceitos básicos de custo, formação de preço e estratégias de venda, com carga horária de 6 horas.