Foto: Pexels




Uma ocorrência de feminicídio abalou o Distrito de Tuiutinga, em Guiricema, na manhã de domingo (11). Uma mulher de 43 anos foi encontrada morta em sua residência, com uma faca cravada no lado direito do pescoço. O principal suspeito do crime é o seu companheiro, de 35 anos.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), a vítima havia registrado três Boletins de Ocorrência (BO) contra o agressor entre março e abril deste ano. No entanto, ela chegou a solicitar o cancelamento da medida protetiva que havia sido concedida.




Segundo relato da mãe da mulher à polícia, sua filha vinha sendo ameaçada pelo companheiro há cerca de uma semana, o que a levou a se esconder na casa de uma amiga e também na residência da mãe. O agressor chegou a ameaçar o filho do casal, de apenas 8 anos, e acabou levando a criança consigo.

Durante a madrugada, o suspeito procurou abrigo na casa da avó, alegando ter assuntos para resolver no dia seguinte. No entanto, ao acordar, a idosa não encontrou seu neto no quarto. Pouco tempo depois, ela ouviu gritos de socorro vindos da varanda de sua residência.




Ao sair para verificar o ocorrido, a avó se deparou com a trágica cena: a mulher estava morta. Ela prontamente retirou o neto do local, colocando-o fora da casa. O suspeito fugiu e, até o momento desta atualização, ainda não havia sido localizado.

Conforme registrado pelas autoridades, o agressor chegou a confessar o crime para sua avó, corroborando as suspeitas da polícia em relação a sua participação no feminicídio.