Imagem ilustrativa




Nesta segunda-feira (08), as atividades da carvoaria no bairro Monte Verde foram suspensas pela fiscalização, por descumprimento da notificação realizada em 4 de abril.

O empreendimento foi convocado a adotar medidas técnicas mitigadoras, para amenizar a emissão da fumaça. Também foi solicitado providenciar a implantação de filtros antifuligem e queimadores de fumaça em todos os fornos, além do relatório de monitoramento da qualidade do ar.




O alvará de localização venceu no dia 3 de maio e, como a atividade é classificada como risco III no licenciamento municipal, a empresa deverá providenciar sua renovação. Mesmo que o empreendimento possua a certidão de dispensa de licenciamento ambiental, seja em âmbito federal e/ou estadual, está sujeito às penalidades previstas em lei caso provoque poluição e/ou degradação ambiental.

Leia:

Todas as medidas foram adotadas em virtude de denúncias de moradores do entorno, apuradas também pelo Ministério Público, de que a atividade está ocasionando problemas de saúde nas pessoas e nos animais domésticos, e espantando animais silvestres.




A suspensão será mantida até que se comprove a adoção de medidas corretivas e seja obtida a devida regularização do licenciamento do estabelecimento.