De acordo com o Sindpol, manifestação na cidade foi uma continuidade dos protestos que ocorreram em Belo Horizonte na segunda-feira (21).

Servidores das forças de segurança de Minas Gerais protestaram manhã desta quinta-feira (24) em Juiz de Fora, na Zona da Mata. Acompanhados de um carro de som, e sob gritos de “a polícia parou”, representantes da categoria se reuníram nas ruas da cidade para protestar contra vetos da gestão Zema sobre a recomposição salarial prometida ainda em 2019.

De acordo com informações do Sindicato dos Servidores da Polícia Militar de Minas Gerais (Sindpol-MG), a manifestação na cidade também foi uma continuidade dos protestos que aconteceram em Belo Horizonte, na última segunda-feira (21).

A categoria busca a recomposição das perdas inflacionárias e luta contra o Regime de Recuperação Fiscal – RRF. Protestos são direcionados ao descaso do governador Romeu Zema.  “Estamos aqui, continuando o enfrentamento ao descaso desse governo com a Segurança Pública, que faz uma política de enrolação. Agora, mais do que nunca, é a hora da união, de unificação das Forças de Segurança Pública pela recomposição das perdas inflacionárias”, destaca o diretor regional da subsede do Sindpol em Juiz de Fora, Givanildo Guimarães.

Durante os protestos, o Sindicato reforça o pedido à categoria de que seja seguida a cartilha da Paralisação da Estrita legalidade, documento que orienta as manifestações para que elas ocorram de acordo com a lei, já que a Constituição Federal proíbe greve de policiais e bombeiros militares e, o STF, vedou a paralisação de policiais civis. 

Fonte: O Tempo