A prefeita Margarida Salomão lançou na manhã desta quarta-feira, 16, o aplicativo Cittamobi Acessibilidade. O app tem como objetivo promover a inclusão da pessoa com deficiência no transporte público municipal. Através dos novos recursos do aplicativo, o usuário poderá descobrir as melhores rotas de deslocamento, utilizar o comando de voz, receber alertas sobre a chegada ao ponto de destino e obstáculos no trajeto, entre outras funcionalidades.
 

O app foi desenvolvido pela empresa Cittamobi, a partir de uma demanda da Secretaria de Mobilidade Urbana (SMU). A iniciativa contou com a colaboração de um grupo composto por cinco pessoas com deficiência visual e uma com baixa visão, convidadas pela Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH) e o Conselho Municipal de Direitos da Pessoa com Deficiência. Os testes tiveram início em dezembro de 2021 e seguiram até este mês. A partir das ocorrências relatadas, o aplicativo foi sendo repensado e reformulado para melhor atender as demandas desta parte da população.
 

Durante o evento, Margarida frisou que a iniciativa reflete a busca da gestão para fazer de Juiz de Fora uma cidade mais inteligente e generosa. “Com o aplicativo, muitos agora terão a oportunidade de compreender melhor as ruas do município. A cidade se tornará maior para essas pessoas, pois agora poderão transitar com mais independência. Este é o papel da tecnologia”, avaliou.
 

“O Cittamobi Acessibilidade é mais uma etapa para a construção de uma cidade para todos e todas, livre de preconceitos que, em muitos casos, estão profundamente enraizados na sociedade. Neste processo, destaco o empenho e a parceria do secretário da SMU, Tadeu David, que, desde o início, se mostrou comprometido com o direito de circular das pessoas com deficiência”, afirmou o secretário da SEDH, Biel Rocha.
 

O programador Luiz Eduardo Porto possui deficiência visual e foi o responsável pelo desenvolvimento do Cittamobi Acessibilidade. “A ideia surgiu quando fiquei mais de 40 minutos esperando por um ônibus, sem qualquer referência. Pensei que muitos como eu também poderiam passar por esta situação e então procurei as empresas de transporte público da minha cidade. A partir daí, elaboramos um app que está cada vez melhor, oferecendo auxílio tanto nos percursos dos ônibus quanto nas caminhadas”.
 

A vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Rita de Cássia Petronilho, destacou a luta desta parcela da população em busca de uma cidade com mais acessibilidade. “Estamos muito felizes com o lançamento deste aplicativo, pois também queremos uma Juiz de Fora para todos. Gostaria de agradecer, em especial, ao grupo que auxiliou na elaboração do app, contribuindo com sugestões para adaptá-lo às suas demandas”, comemorou.
 

Novos recursos
 

A nova versão do app também inclui a previsão dos horários das linhas do transporte público, com estatísticas e dados em tempo real, além de acesso às melhores rotas de deslocamento, seja via ônibus ou caminhando, checagem sobre os obstáculos no trajeto e um radar com as direções do lugar desejado, através da bússola do celular.
 

Outro recurso diferenciado para as pessoas com deficiência visual é o comando de voz. Ele permite ao cidadão saber quais ônibus estão próximos, o momento exato para a descida do veículo e por quais locais o ônibus está passando ao longo do trajeto.
 

Somente em 2021, o Cittamobi registrou mais de 94 mil usuários ativos, cerca de 34,5 milhões de visualizações e aproximadamente 43 mil downloads.
 

Foto: Carlos Mendonça