Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) realizou nesta quarta-feira, 28, novamente, uma operação conjunta na Avenida Getúlio Vargas com o objetivo de coibir o comércio irregular, impedir a distribuição de mercadorias e, sobretudo, evitar a precarização da mão de obra. A iniciativa atende à solicitação do Ministério Público. O Executivo Municipal estabeleceu um Grupo de Trabalho (GT) para estudar e organizar o comércio popular de rua. O GT está analisando os resultados para revisar a legislação e também realizando encontros entre vários setores e representantes da PJF. Os materiais recolhidos na ação foram doados para o Lar dos Idosos e Aldeias SOS.

Participaram da operação na Avenida Getúlio Vargas os fiscais de posturas (Sesmaur), a Guarda Municipal, da Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc), os agentes de transporte e trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana (SMU), os servidores do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (Demlurb) e a Polícia Militar.

O Grupo de Trabalho é coordenado pela Sesmaur e envolve mais oito pastas, além da Agência de Proteção e Defesa do Consumidor de Juiz de Fora (Procon/JF).