Diante do alerta de queda brusca de temperatura para os próximos dias, a Defesa Civil da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) montou uma tenda emergencial para dar suporte à população em situação de rua até a manhã da próxima terça-feira, 3. Localizada na Praça do Riachuelo – em frente ao Santa Cruz Shopping -, a tenda temporária disponibilizará cobertores, além de viabilizar área para acolhimento dos animais de estimação das pessoas em situação de vulnerabilidade e espaço para armazenamento de carrinhos, carroças e de outros objetos de trabalho utilizados durante o dia a dia.

Com o objetivo de garantir o acesso a um local de proteção durante a queda brusca de temperatura, a tenda temporária funcionará como ponto de apoio 24 horas por dia. Além da tenda no Centro, serão disponibilizados dois espaços emergenciais na Zona Norte durante a onda de frio. Em parceria com a Defesa Civil, a sede da Associação de Moradores do bairro Benfica – localizada na Rua Diogo Álvares, 459 – terá uma tenda emergencial sob coordenação da presidente da instituição, Fernanda Delgado. Já a Associação Municipal de Catadores de Papel e Materiais Reaproveitáveis de Juiz de Fora (Ascajuf) está acolhendo pessoas em situação de vulnerabilidade no galpão da associação, localizado na Rua Júlio Dionísio Cardoso, no Bairro Distrito Industrial.




O subsecretário da Defesa Civil, Luís Fernando Martins, alerta que o frio intenso aumenta o risco de hipotermia para pessoas em situação de rua e enfatiza a importância da ação emergencial. “A partir do alerta de frio intenso, a Defesa Civil identificou risco para a população em situação de vulnerabilidade e acionou o Plano de Contingência para Situações de Baixas Temperaturas, criado no início do inverno deste ano. É uma situação de emergência que exige a atuação da Defesa Civil e a solidariedade de toda a população”

Plano de Contingência para Situações de Baixas Temperaturas




A montagem da tenda emergencial, coordenada pela Secretaria de Governo (SG), é mais uma ação do Comitê Permanente de Gestão de Situações de Baixas Temperaturas. A secretária de governo, Cidinha Louzada, explica que o objetivo é disponibilizar pontos de apoio. “A ideia é ter um local onde a pessoa possa ir de forma emergencial para se aquecer e ficar protegida do frio. O Plano de Contingência que criamos junta os esforços de diversas Secretarias e órgãos municipais diante dos alertas emitidos pela Defesa Civil”, conta. A secretária agradeceu, ainda, ao empenho da Guarda Municipal, da Ascajuf, da Associação de moradores de Benfica e dos servidores que atuarão como voluntários nas tendas.

Além da SG, participam do Comitê a Secretaria de Assistência Social (SAS); a Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil; a Secretaria de Saúde (SS); a Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc); a Guarda Municipal; a Secretaria de Mobilidade Urbana (SMU); a Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH); a Empresa Regional de Habitação de Juiz de Fora (EmCasa); e a Secretaria de Comunicação Pública (Secom). Também atuam na montagem da tenda a Secretaria de Obras (SO), a Secretaria de Sustentabilidade em Meio Ambiente e Atividades Urbanas (Sesmaur), a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), a Empresa Municipal de Pavimentação e Urbanização (Empav), o Departamento Municipal de Limpeza Urbana (Demlurb), a Companhia de Saneamento Municipal (Cesama) e a Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa).




No começo de julho, a ação integrada do Plano de Contingência para Situações de Baixas Temperaturas viabilizou a instauração de um alojamento emergencial para abrigar pessoas em situação de rua durante a noite localizado no prédio da Empresa Regional de Habitação de Juiz de Fora (EmCasa). O local, que abriga até 50 pessoas, disponibiliza espaço para guardar carrinhos, permite o acolhimento de animais de estimação e permite a presença de casais.

Acolhimento em Juiz de Fora




Além do alojamento emergencial montado no prédio da EmCasa durante o inverno, Juiz de Fora disponibiliza outros seis espaços de acolhimento para as pessoas em situação de rua durante a noite:

– Casa de Passagem para Homens. Av Brasil, 265
– Casa Cem. Travessa Doutor Prisco, 55 – Centro
– Casa Sta Luzia. Rua Ibitiguaia, 1.240 – Santa Luzia
– Casa Jardim Esperança: Rua Padre Acácio Duarte, 2 – Jardim Esperança
– Casa de Passagem para Mulheres. Rua Oswaldo Cruz, 85 – Centro
– Casa da Cidadania. Av Ilva Melo Reis, 6001 – Terras Altas




Há, ainda, o atendimento do Centro Pop durante o dia, na Avenida Brasil, 265. Em qualquer momento, caso seja identificada uma pessoa em situação de rua precisando de apoio diante das baixas temperaturas, o ideal é entrar em contato com a PJF para que a pessoa seja amparada e encaminhada para um local seguro. Das 7h às 23h, o contato deve ser feito com a abordagem social através do telefone (32) 3690-7770. Já a partir das 23h, a população deve ligar para a Defesa Civil, no número 199.

“Juiz de Fora Solidária no Frio”




Durante os cinco dias de funcionamento, a tenda emergencial instalada na Praça do Riachuelo estará aceitando doações de cobertores e agasalhos novos, além de ração para animais de estimação.

Desde o final de junho, a campanha “Juiz de Fora Solidária no Frio” está arrecadando doações para a população em situação de rua e para famílias em situação de vulnerabilidade social. Além de cobertores e colchões, a campanha também recebe doações de utensílios descartáveis (copos, colheres, garfos e cumbucas), toalhas, materiais de higiene pessoal (prestobarba e escova de dente) e chinelos masculinos e femininos, que serão destinados para o abrigo temporário instalado no prédio da EmCasa.

Confira os pontos de recolhimento:

– Prédio da Prefeitura: Avenida Brasil, 2.001, Centro, de segunda a sexta, das 8h às 18h
– Passe Livre: Rua Fonseca Hermes, 143, Centro, de segunda a sexta, das 8h às 17h
– Casa da Mulher: Avenida Garibalde Campinhos, 169, Vitorino Braga (em frente ao Colégio Santos Anjos), de segunda a sexta, das 7h30 às 17h
– Independência Shopping: Avenida Presidente Itamar Franco, 3.600, Cascatinha, de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos e feriados, das 13h às 21h.
– Sede da Sesmaur: Avenida Barão do Rio Branco, 1.843 – 1°, 2°, 3°, 5° e 6° andar, Centro, de segunda a sexta, das 8h às 18h.
– Parque da Lajinha: Avenida Deusdedit Salgado, Teixeiras, de segunda a sexta, das 8h às 18h
– Prédio da EmCasa (Alojamento emergencial): Avenida Brasil, 2.340, de segunda a sexta, das 8h às 18h