-Continua após a publicidade-

O ator e dublador Orlando Drummond morreu na noite de hoje (27), no Rio de Janeiro, aos 101 anos de idade.

Autor da biografia do ator – Orlando Drummond – Versão Brasileira, o chefe de reportagem da TV Brasil no Rio de Janeiro, Vitor Gagliardo, disse que o país perdeu um grande ator.

-Continua após a publicidade-

“Drummond era um apaixonado pela vida, pela família e pela arte. Sua obra está eternizada na figura do seu Peru, da Escolinha do Professor Raimundo, e em todos os seus personagens na dublagem, em especial, do Scooby e do Popeye. Foram gerações que cresceram acompanhando sua arte. Enfim, uma notícia muito triste”, disse o jornalista à Agência Brasil.

A biografia do ator, humorista e dublador carioca nascido em 1919 foi lançada no ano passado pela Editora Gryphus.

-Continua após a publicidade-

Drummond morreu em casa, no bairro de Vila Isabel, zona norte do Rio de Janeiro, de falência múltipla dos órgãos. Em maio, foi internado no Hospital Quinta d’Or, em São Cristóvão, para tratamento de uma infecção urinária, mas teve alta em junho.

Início

Orlando Drummond Cardoso nasceu no dia 18 de outubro de 1919, no Rio de Janeiro. Iniciou a carreira em 1942, como contrarregra. Atuou em alguns filmes como Rei do Movimento (1954) e Angu de Caroço (1955) até chegar à carreira de dublador que exerceu desde o início dos anos de 1950. Interrompeu o trabalho como dublador em junho de 2015, após sofrer um acidente.

-Continua após a publicidade-

Era casado com Glória Drummond desde 1951 com quem teve dois filhos, cinco netos (dos quais três são também dubladores) e três bisnetos. Entrou para o Livro Guinness dos Recordes por dublar Scooby Doo por mais de 35 anos.

No Twitter, o ator Bruno Mazzeo, filho de Chico Anysio e que assumiu o papel do pai na Escolinha do Professor Raimundo – programa onde seu Peru ganhou notoriedade – saudou o artista: “Viva Drummond! Dos grandes. Salva de palmas.”

-Continua após a publicidade-

Drummond na TV Brasil

Orlando Drummond foi homenageado no programa Sem Censura, da TV Brasil, em janeiro de 2020. Na ocasião, um de seus netos, o também dublador Eduardo Drummond, conversou sobre a biografia Orlando Drummond – versão brasileira, escrita pelo jornalista Vitor Gagliardo sobre o dono da voz icônica de diversos personagens inesquecíveis.

-Continua após a publicidade-
-Continua após a publicidade-
-Continua após a publicidade-
-Continua após a publicidade-
-Continua após a publicidade-