28/07/2021

Anvisa alerta sobre risco de inflamação cardíaca após vacinação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu um alerta, nesta 6ª feira (9.jul), a respeito da confirmação de casos — nos Estados Unidos — de miocardite e pericardite após a vacinação com imunizantes compostos por RNA mensageiro, como os da Pfizer/BioNTech e da Moderna. No Brasil, apenas o primeiro é aplicado e, por enquanto, não houve relatos similares.

De todo modo, segundo a Anvisa, uma análise feita pelo FDA — a agência reguladora americana — sugere que os riscos para ocorrência de miocardite e pericardite são maiores após o uso das substâncias, em especial após a aplicação da segunda dose. A maioria dos eventos foi identificada em adolescentes e jovens do sexo masculino, com mais de 16 anos.

Ambas as complicações consistem em inflamações causadas pelo sistema imunológico em resposta a alguma infecção ou outro fator. Porém, a primeira afeta o músculo cardíaco, e a segunda, o revestimento externo do coração. Entre os sintomas, estão dor no peito, falta de ar e palpitações.

Ainda de acordo com a Anvisa, a maioria dos que apresentaram os problemas e procuraram atendimento médico reagiram positivamente ao tratamento ao qual foi submetida. A Agência pontua que o risco de esses eventos adversos da vacinação ocorrerem é baixo — de modo que os benefícios das substâncias superam os riscos –, mas orienta aos profissionais de saúde para ficarem atentos e aos vacinados com o imunizante da Pfizer a procurarem atendimento médico rapidamente se perceberem os sintomas, além de lhe notificarem imediatamente casos suspeitos.