O Governo de Minas Gerais vai ampliar a vacinação contra a Covid-19 para idosos acima de 80. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES), nesta etapa, a recomendação é que os municípios terminem também de vacinar os idosos entre 85 e 89 anos, o que corresponde a 154.721 pessoas em todo o Estado, e deem início à imunização de 64.195 pessoas que que têm entre 80 e 84 anos (24% do total). 

A quantidade de vacinas distribuídas por município foi divulgada nesta sexta-feira (26). Nesta etapa, segundo a SES, está prevista também a vacinação de 8% dos trabalhadores da área da saúde, o que totaliza 81% desse público. Em Minas Gerais, já receberam a primeira dose 67% dos trabalhadores de Saúde, e a segunda, 30,5%. Segundo a pasta, a expectativa agora é de que sejam vacinados os trabalhadores que têm mais contato com o público externo, como os profissionais da Atenção Primária à Saúde.

Lote
Nesta sexta-feira (26), o governo do Estado iniciou a distribuição da quinta remessa de doses de vacina às Unidades Regionais de Saúde. O novo lote, recebido na última quarta-feira (24), contém 220 mil da vacina AstraZeneca/Fiocruz (dose 1) e 137,4 mil da CoronaVac/Butantan (doses 1 e 2). Desde o início da vacinação no último mês, Minas Gerais já recebeu mais de 1,5 milhão de doses de imunizantes. 

De acordo com o Vacinômetro, do Governo de Minas, 540 mil pessoas receberam a primeira dose da vacina, e 228 mil já foram completamente imunizadas, com o recebimento das duas doses da vacina. 

Idosos
Segundo a Secretária de Estado de Saúde, o governo do Estado segue as diretrizes do Ministério da Saúde, e em alinhamento com o Conselho Estadual de Secretaria de Saúde de Minas Gerais (Cosems-MG). 

De acordo com o Programa Nacional de Imunização (PNI), os riscos de agravamento e óbito por Covid-19 foram considerados para definir os grupos prioritários. Os idosos são os mais vulneráveis às internações hospitalares em decorrência da doença. 

Segundo dados epidemiológicos do Estado, pessoas acima de 60 anos respondem por 81% das mortes pela doença no estado.

“Vacinar essa população é importante porque são pessoas com maior risco de agravamento pela doença, necessitando de assistência hospitalar, o que aumenta nossa ocupação de leitos por covid-19. Ao vacinar esse grupo, teremos uma redução do agravamento da doença entre idosos e uma diminuição dos números de internados por covid-19”, explica a subsecretária de Vigilância em Saúde da SES-MG, Janaína Passos.

Remessas recebidas

1ª remessa: 577.480 doses da CoronaVac em 18/1

2ª remessa: 190.500 doses de AstraZeneca em 24/1

3ª remessa: 87.600 doses da CoronaVac em 25/1

4ª remessa: 315.600 doses da CoronaVac em 7/2

5ª remessa: 220.000 doses de AstraZeneca e 137.400 doses de CoronaVac

Estimativa de público-alvo

Idosos ILPI: 38.578 pessoas

Deficientes ILP: 6.648 pessoas*

Indígenas aldeados: 7.074 pessoas

Trabalhadores em Saúde: 606.091 pessoas**

Idosos 90+ : 107.931 pessoas

Idosos 85 a 89: 154.721

Idosos 80 a 84: 64.195***

*De acordo com a população estimada pelos municípios

**Referente à imunização a 81% desse público

***Referente à imunização a 24% desse público