A blitz da operação “Fiscalização pela Vida” interditou na noite desta segunda-feira, 15, uma casa noturna localizada na Rua José Barbosa de Albuquerque, no bairro Aeroporto.

Durante a ação, a equipe flagrou o local funcionando como danceteria, com aproximadamente 200 jovens, a maioria sem máscaras, aglomerados em local fechado. Diante da gravidade da situação, os Fiscais de Postura autuaram e interditaram o local, baseando-se no artigo 102 do Código de Posturas, que institui ao Poder executivo interditar total ou parcialmente, estabelecimentos, equipamentos, eventos ou aparelhos de qualquer natureza, quando houver risco à saúde, à segurança e higiene, ao meio-ambiente, independentemente de outros procedimentos devidamente comprovados, ou quando o estabelecimento não dispor da licença de funcionamento.

Nesta segunda-feira, dia 15, outras denúncias foram recebidas via mensagem pelo aplicativo WhatsApp, através do número 3690-7984 (disponível 24 horas por dia) para atendimento exclusivo sobre desrespeito às normas de biossegurança. Porém, a equipe esteve nos locais e não constatou irregularidades.

Balanço Carnaval

Entre os dias 12 e 15 de fevereiro, foram realizados 18 atendimentos pela Operação “Fiscalização pela Vida”, resultando na emissão de seis documentos de notificação, nove autuações e duas interdições.

Principais ocorrências

No dia 13, sábado: interdição de festa clandestina, denominada “Fluxo do Mal”, ocorrida na rua Pedro Germano Caniato, bairro Santos Dumont. No local, havia aproximadamente cem jovens presentes. Na ação, o local foi esvaziado e o responsável foi autuado por realização de evento sem a devida licença expedida pela Prefeitura de Juiz de Fora.

Dia 14, domingo: foi interditado um bar que promovia uma festa na rua Palmeiras, no bairro Amazônia. Já no bairro Progresso, a equipe dispersou multidão que se aglomerava em bar que realizava evento clandestino.

Fiscalização pela Vida

As ações da operação Fiscalização pela Vida são realizadas em parceria entre as Secretarias de Sustentabilidade em Meio Ambiente e Atividades Urbanas (Sesmaur); Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc); Secretaria de Transportes e Trânsito (Settra); e Polícia Militar. O objetivo é orientar, fiscalizar e garantir que os cuidados e protocolos de segurança sanitários relacionados à pandemia sejam respeitados rigidamente na cidade.