A primeira ação articulada pela Secretaria de Turismo (Setur), da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), resulta em um importante passo para a retomada gradual e segura dos eventos na cidade. Em reunião realizada nesta sexta-feira, 12, com a presença dos secretários de Turismo, Marcelo do Carmo, e de Desenvolvimento Sustentável e Inclusivo, da Inovação e Competitividade, Ignacio Delgado, coordenador do “Fórum Municipal em Defesa da Vida”; e representantes do Juiz de Fora e Região Convention e Visitors Bureau (JFRC&VB); Done Produtora; Grupo de Produção de Eventos Sociais e União Cervejeira da Zona da Mata (Unicerva), foi aprovada uma proposta que possibilitará a realização de eventos-teste na cidade, seguindo rígidos protocolos de segurança, para avaliar a retomada do setor.

A proposta apresentada pela PJF prevê a realização de quatro pequenos eventos-teste, entre 22 e 27 de fevereiro. O público permitido será de, no máximo, 50 pessoas, com duração de quatro horas. Os promotores deverão apresentar à Prefeitura, até 17 de fevereiro, um planejamento do evento. Após a realização, um relatório com fotos, avaliações e sugestões deverá ser encaminhado à Setur para análise.

“O turismo foi um setor extremamente afetado pela pandemia, o primeiro a ter a suas atividades suspensas, sem previsão para retorno. Em Juiz de Fora, também o setor das cervejarias artesanais, um dos mais importantes produtos turísticos da cidade, solicita intervenção para possibilidades de incremento de receita e manutenção das atividades. Desde o início da gestão vimos nos reunindo com diversos grupos e associações representativas do Turismo e o diálogo resultou nesta proposta, que foi aprovada. Mas não podemos nos esquecer de que a pandemia não terminou. Estamos propondo um teste para retomada segura e responsável, seguindo protocolos compilados pelo Juiz de Fora e Região Convention e Visitors Bureau, a partir de análise nacional de outras políticas públicas relacionadas à retomada de eventos”, explica o secretário da Setur, Marcelo do Carmo.

O primeiro evento-teste será realizado no próximo dia 22 para apresentação do protocolo de biossegurança a ser utilizado por empresas, associações, entidades e demais grupos que se dispuserem a fazer eventos. Em seguida, uma feira de calçados acontece nos dias 23, 24 e 25. Serão promovidos, ainda, uma ação de cervejarias artesanais de Juiz de Fora, no dia 26, e um evento social, em 27 de fevereiro.

Envolvimento e responsabilidade

A presidente do Juiz de Fora e Região Convention & Visitors Bureau, Thaís Lima, comemorou a decisão e chamou a atenção para a necessidade de envolvimento do setor no atendimento aos protocolos de segurança. “Queremos parabenizar a nova gestão por essa atenção dada a nossa categoria e pedir a todos os profissionais que se responsabilizem para que essa volta tenha sucesso.”

Para o produtor-executivo da Done Produtora, Antônio Simão, a autorização de eventos-teste para avaliação da retomada do setor é importante tanto para as famílias daqueles que trabalham com eventos quanto para a economia da cidade como um todo. “É importante ressaltar que as atividades denominadas como “eventos” são bastante heterogêneas e compreendem desde eventos corporativos, passando por eventos científicos até os eventos sociais. E eles não necessariamente implicam em aglomeração. Protocolos de segurança, como o uso de máscara, o distanciamento social e a higiene das mãos, podem e devem ser cumpridos”, destaca.

Na opinião do presidente da Unicerva, Alexandre Vaz, a autorização de eventos-teste demonstra como podem ser realizadas ações que não impactem negativamente a situação da pandemia e que também ajudem as cervejarias em momento de crise. “Que a gente possa realizar essa ação seguindo todos os protocolos e que o resultado traga um pouco de alívio para os trabalhadores do setor.”