Até o momento já foram vacinados no município 14.344 pessoas. Os dados são do último boletim epidemiológico, divulgados na última quarta-feira, 3. A vacinação está sendo feita por meio de uma lista nominal dos trabalhadores da saúde em atividade nos hospitais e serviços de saúde, assim como nas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs). Essa lista foi solicitada pela Secretaria de Saúde para a realização do pré-cadastro, controle e monitoramento dos imunizados durante e após a imunização, e foi enviada por essas instituições indicando o vínculo laboral desses profissionais.

A definição dos grupos prioritários, nesta fase, segue as determinações do Plano Nacional de Imunização (PNI). É necessário salientar que os trabalhadores da saúde estão expostos a uma alta carga viral, sendo necessária a sua imunização para evitar a paralisação do sistema e manter a capacidade de atendimento à população. Os idosos formam o grupo mais vitimado pela doença.

A vacinação está sendo feita diretamente pelas equipes de imunização que vão até os estabelecimentos de saúde para vacinar os trabalhadores indicados na lista apresentada pelos estabelecimentos de saúde e instituições priorizadas nesta etapa da vacinação.

A tecnologia também está sendo empregada para manter o controle, registro e confiabilidade da imunização. A plataforma Busco-Saúde foi desenvolvida em parceria com pesquisadores da UFJF. Ela foi ampliada para controlar o processo de vacinação. A plataforma possibilita o controle dos dados e registro dos imunizados, na qual também é possível armazenar e atualizar, em tempo real, dados como número de pessoas vacinadas, quantidade de vacinas disponíveis, locais de aplicação e trabalhadores envolvidos no processo.

Como denunciar

As denúncias sobre pessoas furando fila devem ser encaminhadas à Ouvidoria da Secretaria de Saúde. Os integrantes do órgão elaboram um relatório e o encaminham para a tomada das devidas providências pela SS. É importante destacar que, para fazer a denúncia, não precisa enviar provas, porém, é necessário oferecer o maior detalhamento possível sobre o suposto fura-fila, como nome, local onde vacinou e outros. Os canais são o e-mail da Ouvidoria: ouvidoriadesaudejf@yahoo.com.br; a central de atendimento Disque Saúde: 136; ou pelo site.

A Ouvidoria também recebe denúncias de forma presencial na Rua Batista de Oliveira, 239, na Sala 804, no Centro – CEP: 36.013-300.

Horário: Segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas.
Telefone: (32) 3690-8135.

Segundo a subsecretária de Vigilância em Saúde, Cecília Kosmann, “qualquer fura-fila impacta porque os municípios brasileiros devem seguir os critérios do Plano Nacional de Imunização (PNI). O plano de operacionalização tem como objetivo manter os serviços de saúde, os trabalhadores que são referência para tratamento da Covid e também reduzir a morbimortalidade. Devido ao número de vacinas disponíveis, é necessário seguir a priorização definida pelo Ministério da Saúde. Qualquer pessoa vacinada, não priorizada naquele momento, pode deixar sem vacina pessoas realmente priorizadas. Isso põe em risco o alcance do objetivo do plano, que é manter os serviços de saúde funcionando nesse momento”.

Confira os dados da vacinação até o momento

Equipe de vacinadores: 57
Instituições de Longa Permanência (ILPI) (idoso+profissionais): 1.381
Hospital Regional João Penido (HRJP): 948
Hospital Ana Nery:366
SAMU: 128
Regional Leste: 124
Pronto Atendimento Infantil (PAI): 52
Hospital de Pronto Socorro Dr. Mozart Teixeira (HPS): 577
Santa Casa: 2555
Hospital Geral do Exército (HG): 339
Mosteiro Santa Cruz: 24
Congregação Irmãs Carmelitas: 24
Educandário Carlos Chagas: 65
Hospital Monte Sinai (HMS): 1338
UPA São Pedro: 81
Sistema de Transporte Inter-hospitalar (STIH): 50
Hospital Maternidade Therezinha de Jesus (HMTJ): 597
Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF): 32
Hospital Albert Sabin (HAS): 789
Hospital Unimed: 638
UPA Santa Luzia: 95
UPA Norte: 115
Hospital Universitário: 1619
Atenção Primária em Saúde (APS): 1.013
Hospital São Vicente de Paula (HSVP): 219
Hospital Oncológico: 219
Instituto Brasileiro de Gestão da Saúde (IBG) : 192
Grupo Espírita de Assistência aos Enfermos (GEDAE) (Residências inclusivas): 303
Agência de Cooperação Intermunicipal em Saúde Pé da Serra (Acispes): 143
Hospital Ascomcer: 179
Residência Vila Verde (residência inclusiva): 46
Associação dos cegos (residência inclusiva): 36