“A Localima Turismo, empresa responsável pelo ônibus que caiu de uma ponte na BR-381, em João Monlevade, região Central de Minas, na tarde desta sexta-feira (4) não tinha autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para transportar passageiros. 

“A empresa está cadastrada na ANTT e tem um Termo de Autorização para prestação de serviço regular concedido pela justiça, por liminar. No entanto, o veículo em questão não estava habilitado para prestar o serviço de transporte de passageiros”, disse o órgão em nota à imprensa. 

Até o momento, foram confirmados 14 mortes, sendo que 11 delas ocorreram no local do acidente e três a caminho ou dentro do hospital. Há 26 feridos e, três deles, um adulto e duas crianças, estão em estado grave sendo transferidos de helicóptero pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, para tratamento de urgência. “

Com informações: Portal O Tempo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui