Foto: João Gabriel - JF Informa

A empresa Goretti Irmãos LTDA(GIL), vem enfrentando uma grave crise financeira nos últimos meses que acabou provocando inúmeros atrasos em pagamentos e benefícios de seus trabalhadores. Na Sexta-feira(30), seus funcionários iniciaram uma greve como noticiado aqui no JF Informa, e o movimento grevista continua faz mais de 7 dias e sem previsão para retorno de 100% da operação por parte dos funcionários.

“A Viação Tusmil manifestou interesse em absorver cerca de 200 trabalhadores. A Viação São Francisco não se manifestou”, disse Vagner Evangelista, presidente do Sinttro.

As empresas ANSAL e Viação São Francisco(Consorcio VIa JF) preferiram não comentar sobre o assunto.

“A Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) disse que o processo de repasse de linhas da Gil não pode ser decidido pelas empresas nem pelo sindicato, pois existe um contrato em vigência com a Prefeitura de Juiz de Fora. Nesse sentido, a pasta esclarece que a Administração Municipal já está avaliando o que pode ser feito, mas ainda não há nada decidido”.

Representantes do sindicato e rodoviários da GIL disseram ao JF Informa que os diretores da empresa já afirmaram não possuírem condições de realizar o pagamento dos salários e benefícios atrasados.

O futuro da empresa e de seus cerca de 600 funcionários segue incerto e ainda dependem de uma posição da Prefeitura de Juiz de Fora sobre um possível repasse. Há uma expectativa que a Prefeitura se pronuncie sobre a transferência de linhas nesta semana, tendo em vista o fim do prazo de 30 dias da operação temporária da empresa TUSMIL em 5 linhas que fazem parte do quadro da empresa GIL.

Durante a greve as vans seguem autorizadas a circular nas regiões atendidas pelas linhas da GIL.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui