Um bar no Bairro Benfica, na Rua Martins Barbosa, foi fechado pelos fiscais de posturas da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaur) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) no último sábado, 27, pela manhã, e outro no domingo à tarde, no Francisco Bernardino, na Avenida Juscelino Kubitschek. Ambos funcionavam irregularmente, por serem atividades não permitidas pelo Decreto Municipal 13.975. No primeiro caso, o estabelecimento mantinha a porta entreaberta, mas autorizando os clientes a entrarem para consumo no local, o que foi constatado durante ação do comboio “Da Vida, Pela Vida”, integrado também pela Guarda Municipal e Defesa Civil da Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc), agentes da Secretaria de Transportes e Trânsito (Settra), endemias da Secretaria de Saúde, servidores da Agência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) e abordagem social, da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS).

O segundo foi interditado durante operação especial noturna, que também passou a ser executada mais cedo no sábado e domingo, e que tem como foco principalmente bares. Somente entre os dias 25 e 28, quinta-feira a domingo, foram 92 estabelecimentos vistoriados, sendo 21 notificados por irregularidades. Com as ações do último final de semana, a Semaur já totaliza 18 interdições realizadas desde o início da pandemia na cidade, todas de estabelecimentos não contemplados no decreto municipal ou na “onda verde” do plano “Minas Consciente”, do Governo de Minas, ao qual o Município aderiu devido à pandemia do coronavírus.

Denúncias de bares ou estabelecimentos comerciais funcionando irregularmente podem ser realizadas por meio do telefone 153, da Guarda Municipal, atendendo 24 horas, ou pelo 3690-7507, de segunda a sexta-feira, de 8 às 12 horas e de 14 às 18 horas.

Um bar no Bairro Benfica, na Rua Martins Barbosa, foi fechado pelos fiscais de posturas da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaur) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) no último sábado, 27, pela manhã, e outro no domingo à tarde, no Francisco Bernardino, na Avenida Juscelino Kubitschek. Ambos funcionavam irregularmente, por serem atividades não permitidas pelo Decreto Municipal 13.975. No primeiro caso, o estabelecimento mantinha a porta entreaberta, mas autorizando os clientes a entrarem para consumo no local, o que foi constatado durante ação do comboio “Da Vida, Pela Vida”, integrado também pela Guarda Municipal e Defesa Civil da Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc), agentes da Secretaria de Transportes e Trânsito (Settra), endemias da Secretaria de Saúde, servidores da Agência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) e abordagem social, da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS).

O segundo foi interditado durante operação especial noturna, que também passou a ser executada mais cedo no sábado e domingo, e que tem como foco principalmente bares. Somente entre os dias 25 e 28, quinta-feira a domingo, foram 92 estabelecimentos vistoriados, sendo 21 notificados por irregularidades. Com as ações do último final de semana, a Semaur já totaliza 18 interdições realizadas desde o início da pandemia na cidade, todas de estabelecimentos não contemplados no decreto municipal ou na “onda verde” do plano “Minas Consciente”, do Governo de Minas, ao qual o Município aderiu devido à pandemia do coronavírus.

Denúncias de bares ou estabelecimentos comerciais funcionando irregularmente podem ser realizadas por meio do telefone 153, da Guarda Municipal, atendendo 24 horas, ou pelo 3690-7507, de segunda a sexta-feira, de 8 às 12 horas e de 14 às 18 horas.

Denúncias de bares ou estabelecimentos comerciais funcionando irregularmente podem ser realizadas por meio do telefone 153, da Guarda Municipal, atendendo 24 horas, ou pelo 3690-7507, de segunda a sexta-feira, de 8 às 12 horas e de 14 às 18 horas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui