A Barragem de Chapéu d`Uvas continua sendo operada da mesma forma que nos últimos meses, com vazão média de 15 metros cúbicos por segundo (15m³/s) em sua descarga. Isso equivale a 5,7% da vazão atualmente em curso no Rio Paraibuna. Como consequência das fortes chuvas em Ewbanck da Câmara, Santos Dumont e Antônio Carlos, o nível do lago teve acréscimo, cumprindo a função principal da barragem, que é de reter esses volumes e amortecer as cheias do Rio Paraibuna, como vinha ocorrendo em meses anteriores.

Para a ocorrência de eventual transbordamento, seria necessário que o nível da represa tivesse acréscimo improvável de mais de cinco metros em relação ao nível atual. Ainda assim, a barragem possui dispositivos que produzem descargas contínuas proporcionais aos níveis operacionais, de forma a garantir segurança e evitar maiores transtornos. A Companhia de Saneamento Municipal (Cesama) informa, ainda, que monitora, continuamente, os níveis do lago e a instrumentação da barragem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui