Suziane Oliveira Neves de 36 anos foi encontrada morta na manhã desta quarta-feira (29) após o carro em que ela estava cair em uma cratera que se abriu durante a madrugada no quilômetro 21 da MG-133, entre as cidades de Coronel Pacheco e Tabuleiro, na Zona da Mata. Ela é a 54ª vítima das chuvas que atingem o Estado desde sexta-feira (24).

De acordo com o marido da vítima, Soviane Oliveira Neves não sabia nadar e por isso foi levada pela enxurrada. Com o auxílio de uma aeronave, o Corpo de Bombeiros encontrou o corpo dela a 800 metros do local onde o carro em que ela estava ter sido “engolido” pela cratera.

O asfalto cedeu após a ocorrência de chuvas na região, ocasionando a queda de dois caminhões — um deles estava guinchando o caminhão baú de uma empresa de material de escritório quando a pista cedeu e ambos caíram no buraco —  e de dois carros. A estrada está interditada nos dois sentidos.

Outras seis pessoas estavam nos veículos: três no caminhâo, uma no guincho, uma no primeiro carro e duas no segundo —  a mulher encontrada morta e seu marido, de acordo com a Polícia Militar Rodoviária. Elas foram encaminhadas para hospitais de Juiz de Fora, Ubá e Rio Pomba.

Segundo o Corpo dos Bombeiros, a pista abriu 15 metros por causa do alagamento, que a princípio teria sido causado pelo rompimento de um açude na região. Esta informação ainda não foi confirmada.

“Pouca gente sabia, mas por baixo do asfalto tem uma galeria onde passa águas pluviais. A situação veio piorando e devido às chuvas anteriores o asfalto já estava se deslocando e no momento que o caminhão passou, caiu ele e outros dois carros”, disse o coordenador da Defesa Civil de Tabuleiro, Roberto Carlos.

Devido à interdição, o motorista que realizar viagem no trecho entre Juiz de Fora e Ubá deve seguir para a MG-353, passando pelas cidades de Coronel Pacheco, Rio Novo, Guarani e Piraúba, até chegar em Rio Pomba.

fonte: O Tempo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui